Juliane (the tumblr)

PAOLO GUERRERO 16/12/12

PAOLO GUERRERO 16/12/12

oh, glasgow, how i miss u.

oh, glasgow, how i miss u.

2012: nao sei o que fazer, nao sei o que estudar, nao sei de quem gostar e nao sei se me importo com isso.

sinto falta de todo mundo

"Estava em Barcelona, no bairro gótico (parecia o bairro gótico, mas na verdade, eram nas quadras a direita da las ramblas, sentido plaza cataluna - cristovao colombo) em uma baladinha. Lá tinha uma baladinha estranha, e na pista, subindo umas escadas, um menino havia sofrido um acidente: foi dancar e sua mandíbula e clavícula deslocaram. Falaram que tinha muito sangue no meio da pista, mas quando sairam carregando o menino, nao tive coragem de olhar e nao fui para a pista depois. Avisei ao Abner para tomar cuidado quando dancava. Depois, priminhas de Campo Grande, alguma forma de poderes, subia em um prédio muito alto (mas isso era tudo muito confuso, nao me lembro). No sonho, havia referencia a irma do Hugo (loiro que estudou comigo há muitos anos, em Rio Preto que, acredito, nao tem irma e nunca mais vi)"
Eu relatando um sonho logo depois de ter acordado. Agora me divirto lendo isso hahah

Escrever coisa séria sem me sentir idiota: nao consigo.

Me sinto meio assim.

Me sinto meio assim.

e quem diria que, mesmo tendo passado por tantas coisas lindas como eu passei, o que eu mais sentiria saudade agora é de uma porra de um americano?

ser humano é uma bosta mesmo.

mas só me perdoo por causa de todo o contexto nevoso e escoces, que super agrava a situacao.

Quando o Luan Assumiu que ficou com a Cacau, me deu uma coisa horrivel por dentro, eu sei que não era novidade pra ninguém, mas ouvir isso da boca dele me doeu muito. E sabe o que é o pior? Saber que ele não é meu, e mesmo assim não consigo controlar meu ciume. Desculpe.
Run away as fast as you can

Estudando civil. Claro, tive que fugir. E o que é meu computador senao meu refúgio há mais de uma década?

Mas tava tudo parado. Osama Bin Laden morreu. Notícia vazou tem umas 2 horas. Old.

Li meus emails.

Nada no facebook.

Estou evitando o flickr e youtube.

Me sobrou o tumblr.

E eu poderia falar de como tenho me sentido ultimamente, de como tenho saudade das coisas surreais que aconteceram comigo há alguns meses, de como eu queria outra vez passar 40 dias seguidos bebendo todo dia, da minha crise com a minha vida academica (again!), mas aí nao estaria fugindo disso tudo, e nesse momento, é só o que eu quero.

And I always find, I always find something wrong.

meu tumblr não é nada cool.

filho de peixe, né.

Headmaster Charleston, faculty members, fellow students, family and friends, welcome. We never thought this day would come. We prayed for its quick delivery, crossed days off our calendars, counted hours, minutes and seconds and now that it’s here, I’m sorry it is, because it means leaving friends who inspire me and teachers who’ve been my mentors, so many people who’ve shaped my life, and my fellow students lives impermeably and forever. I live in two worlds. One is a world of books. I’ve been a resident of Faulkner’s Yoknapatawpha County, hunted the white whale aboard the Pequod, fought alongside Napoleon, sailed a raft with Huck and Jim, committed absurdities with Ignatius J. Reilly, rode a sad train with Anna Karenina and strolled down Swann’s Way. It’s a rewarding world, but my second one is by far superior. My second one is populated with characters slightly less eccentric, but supremely real, made of flesh and bone, full of love, who are my ultimate inspiration for everything. Richard and Emily Gilmore are kind, decent, unfailingly generous people. They are my twin pillars, without whom I could not stand. I am proud to be their grandchild. But my ultimate inspiration comes from my best friend, the dazzling woman from whom I received my name and my life’s blood, Lorelai Gilmore. My mother never gave me any idea that I couldn’t do whatever I wanted to do or be whomever I wanted to be. She filled our house with love and fun and books and music, unflagging in her efforts to give me role models from Jane Austen to Eudora Welty to Patti Smith. As she guided me through these incredible eighteen years, I don’t know if she ever realized that the person I most wanted to be was her. Thank you, Mom: you are my guidepost for everything.
Rory’s Graduation Speech; 3x22 Those Are Strings, Pinocchio (via sixteendays)